[x]
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Sortido de anedotas

 1º Anedotas de Joaozinho 

Joãozinho vai a farmácia. - Seu Joaquim, me dê uma caixa de supositórios. Distraído, o menino pega a caixa e vai saindo da farmácia sem entregar o dinheiro. - É pra pôr na conta de sua mãe? - Pergunta o farmacêutico. - Não, é prá pôr no c*u do meu pai!

2º Anedotas sobre Sexo 
Existia um casal, cujo casamento se encontrava numa situação nada famosa. Grande parte dos seus desentendimentos era devido a questões sexuais. Quais eram estas questões? O marido gostava, quando tinha relações com a mulher, de a chamar Brigitte Bardot, coisa que ela detestava. A outra questão, era a de o marido lhe querer ir ao c*u coisa que ela não deixava. E assim corria a vida deles, cada vez pior. A mulher, que por sinal até gostava do marido, decidiu-se a fazer algo para salvar o casamento. Assim, um dia de manhã, foi a um salão de tatuagens, e, explicando a história ao tatuador, pediu-lhe para ele lhe tatuar um B em cada bochecha do rabo, para o marido pensar na Brigitte Bardot. Feito isto foi para casa. Ao fim da tarde, quando o marido chegou do trabalho, a mulher falou com ele: - "Querido," - disse ela - "vamos para o quarto que tenho uma surpresa para ti.". E assim foram. Entraram no quarto, a mulher disse para ele se despir, apagou a luz, despiu-se e disse-lhe para ele lhe ir ao c*u à vontade. O marido ficou radiante, e esteve doze horas naquela lufa lufa, a ir-lhe ao c*u Quando finalmente não aguentava mais, a mulher virou-se para ele e disse: - "Sabes, querido, ainda tenho mais uma surpresa..." - "Mais uma surpresa ?!? Não sei se vou aguentar..." A mulher levantou-se da cama, acendeu a luz e virou o c*u para ele. - "Então, querido, o que achas?" Ao que o marido responde: - "BOB ?!? quem é o BOB?!?"

3º Anedotas de Alentejanos 
Era uma vez, um pastor que tinha, naturalmente, um rebanho de ovelhas e o respectivo carneiro para assegurar a continuidade do rebanho. Ora aconteceu um dia uma fatalidade ao carneiro. Deu-lhe uma doença qualquer e morreu, facto que deixou o pastor muito aflito. Foi então ter com um pastor vizinho e contou-lhe o sucedido: - Pois_ amigo, nem queira saber, estou muito preocupado pois morreu-me o meu carneiro e está a aproximar-se a época do cio por isso vim falar consigo a ver se me emprestava o seu carneiro para fazer a cobrição das ovelhas senão fico desgraçado. - Ó compadre, pois não precisa ficar assim preocupado. Olhe não lhe posso emprestar o carneiro porque também não o tenho nem preciso. - Não precisa? Então como é que faz? - É muito simples: Quando chega a época agarro nas ovelhas, levo-as para o monte, para um sítio assim a modos que isolado, que não tenha ninguém à volta, entende? E depois sou eu próprio que faço a cobrição, simples! - Não me diga, compadre! E resulta? Como é que sabe depois quais são as ovelhas que estão cobertas? - Se resulta! É muito simples: De manhã levanto-me e vou à janela. As ovelhas que estiverem ao sol, não ficaram cobertas. As que estiverem à sombra, ficaram! E o pastor, acreditando naquelas tangas todas, assim fez. Meteu as ovelhas todas em cima da camioneta e levou-as para o monte onde ele próprio se dispôs a fazer o serviço que deveria ser feito pelo carneiro... Chegou a casa estafadíssimo e tarde, já se vê :) nem quis comer nem nada. A mulher ficou um pouco admirada mas não disse nada. Até que no outro dia de manhã mais admirada ficou quando já manhã ia avançada e o marido ainda a dormir, nem tinha feito a ordenha nem nada: - Ó Maneli! Acorda hóme que já é tarde! - Ó Maria já vou. Olha faz-me um favor, vai ali à janela e diz-me quantas ovelhas estão à sombra! - Olha, à sombra não está nenhuma. Estão todas ao sol. Não tinha dado resultado. De modo que, toca a carregar novamente as ovelhas para cima da camioneta monte acima até um sítio isolado e toca de ... bem, já sabem a fazer o quê às pobres das ovelhas. Volta a casa ainda mais fatigado; chegou e pôs-se logo a dormir, a mulher já começava a desconfiar, mas mesmo assim não se manifestou. De manhã, já tarde, meio ensonado, diz para a mulher: - Ó Maria, vê-me lá se está alguma ovelha à sombra e vem-me dizer. - Ó Maneli, não está nenhuma nem à sombra nem ao sol! Estão todas em cima da camioneta!_

4º Anedotas Curtas 
Um tipo fez análise durante cinco anos, até que descobriu que ele, o pai, o avô e os cinco tios tinham tendências homossexuais. O psicólogo estupefacto perguntou-lhe: Mas não há ninguém na sua família que goste de mulheres? Claro que há, as minhas quatro irmãs!!!

5º Anedotas sobre Bebados 
Havia um senhor muito bêbado que era casado com uma rapariga muito mais nova. E então, em vez de fazer a sua "obrigaçãozinha" lá em casa, aparecia sempre bêbado. Um dia foram passear pela rua e o homem, ao ver uma taberna, diz: - Olha uma taberna! Vou entrar!... Entrou na taberna e bebeu uns copos. Mais à frente encontrou outra taberna e disse: - Olha outra taberna! Vou entrar!... Entrou na taberna e bebeu mais uns copos. E durante o passeio, o homem continuou a entrar numa série de tabernas. Passados uns dias, o homem chegou sóbrio a casa. A mulher, ainda que desconfiada, pensou: - "Péra lá! É capaz de ser hoje!" Chegou à noite e o homem, com um ar romântico, dá-lhe um beijo na testa. Pensa a mulher: - "Queres ver que é mesmo hoje?!" O homem continua com os beijinhos e dá-lhe um beijo no queixo. A mulher delirava de contente! O homem continua a descer e dá-lhe um beijo no umbigo. - Sim, sim! - Dizia a mulher. De seguida, o homem dá-lhe um beijo no joelho e,... Deixou-se dormir. Diz-lhe a mulher irritada: - Porra! Se fosse uma taberna tinhas entrado!...

6º Anedotas de Loiras 
Estava um carteiro a distribuir cartas num bairro pela altura da Páscoa e como ele já era conhecido na zona as pessoas costumavam dar-lhe algum dinheiro. Ele ia ele de porta em porta e recebia 5€, 10€ até que chegou a uma porta em que uma loira de 1.90m o atendeu e disse-lhe para entrar, ele lá entrou, depois ela disse-lhe para subir com ele para o quarto, e lá foram os dois e começaram a fo**r.. Quando acabaram ela disse-lhe para ele ir á cozinha com ela, lá ela puxa da carteira e dá-lhe 1€. O carteiro não entendeu e perguntou porque tinha feito aquilo: - Foi o que o meu marido me disse para fazer: Fode o carteiro, dá-lhe 1€!

7º Anedotas Picantes 
Estava o Luisinho, o Miguelinho e o Nuninho. Iam a passar uma ponte, e então um homem estava a dizer que os 3 só passavam a ponte se os pénis deles medissem todos juntos 10cm ou mais. Vai o Luisinho, media 5cm O Miguelinho, media 4cm O Nuninho, media 1cm. O senhor deixou-os passar, mais á frente o Luisinho diz: Se a minha não medisse 5cm não passávamos. Vai o Miguelinho e diz: Se a minha não medisse 4cm não passávamos. Vai o Nuninho e diz: Se a minha não tivesse tesa não passávamos!

8º Anedotas nas Aulas 
Numa aula, a professora pergunta aos meninos o que estes querem ser quando forem grandes. Um diz que quer ser aviador, outro cientista, outro piloto de automóveis e, quando chega a vez do menino Carlinhos, este diz que queria ser playboy. Pergunta a professora: - Playboy, menino Carlinhos?! O que é isso? - Então! É um gajo que anda em brutos carros, bebe uns brutos whiskies e anda com umas brutas mulheres. - Ó menino Carlinhos, chegue aqui! A professora deu-lhe uma série de reguadas no rabo e o miúdo vai a chorar para casa. Chega a casa e o pai, ao ver o filho a chorar, pergunta: - Porque choras meu filho? - Porque a minha professora perguntou-me o que eu queria ser quando fosse grande e eu disse que queria ser playboy. O pai, irritado, faz-lhe a mesma coisa. No outro dia, o menino Carlinhos já de mansinho, quando a professora pergunta o que este quer ser quando for grande, responde: - Eu quero ser mini-playboy! - E o que é isso? - Pergunta a professora. - Então! É um gajo que anda em brutos triciclos, bebe umas brutas gasosas e bate umas brutas pun*etas!...

9º Anedotas de Alentejanos 
Um alentejano apanha um comboio para ir ao Porto e senta-se ao lado de um senhor muito bem vestido. O alentejano começa a olhar e pergunta: - Por acaso você nunca apareceu na televisão? Ao que o Sr. responde: - Sim, eu costumo ir a muitos concursos de cultura geral e por isso o Sr. deve-me conhecer daí. Como a viagem vai ser longa, você por acaso não quer fazer um jogo comigo? - Pode ser. - Respondeu o alentejano. - Então fazemos assim: como eu tenho mais cultura que o Sr., você faz-me uma pergunta sobre um assunto qualquer e se eu não souber responder, dou-lhe 50 euros. A seguir faço-lhe eu uma pergunta e se não souber a resposta, dá-me só 5. Concorda? - Vamos a isso. - Respondeu o alentejano confiante. - Então eu faço-lhe a primeira pergunta. Diga-me o nome da pessoa que escreveu "Os Lusíadas", aquele poeta só com um olho, que dignificou Portugal? O alentejano começa a pensar e passados alguns instantes diz: - Nã sei. Ê nã sei leri. - A resposta era Luís de Camões. Dê-me os mil escudos e faça-me uma pergunta qualquer. - Tomi. Bem, qual é o animali que se o encostar a um chaparro sobe-o com quatro patas e desce-o com cinco patas? - Olhe, essa nem eu sei. - Respondeu o homem muito admirado. - Então passe para cá os 50 euros. - Tome. Mas agora diga-me, que animal é esse? - Tamém nã sei. Tome lá 5.

10º Anedotas entre Amigos 
Aquele homem tinha a mania de perseguição. Tudo perturbava o coitado. Um dia, chega ao serviço cheio de olheiras, uma cara daquelas. Um colega quer saber: - Epa, Ricardo! O que aconteceu? - Esta noite, não consegui dormir! - Porquê? Que aconteceu? - Uma música perturbou-me muito! - E o que era? - Era o canto do quarto! Ainda sonolento: - Eh, e depois começaram os sons no guarda fatos...eram BLEIM BLEIM BLEIM. - E o que era? - Eram as calcas de boca-de-sino... - Que noite hein? - E se não bastasse... ouvi sons do tipo ARF! ARF! ARF! ARF! - Mas o que era desta vez? - O corredor estava a treinar para a S. Silvestre...
 
FROM:http://www.anedotas.rir.com.pt
publicado por recebinomail às 01:09
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.posts recentes

. O futuro que nunca foi...

. Épico: Van Damme faz a es...

. Jesse Heiman. O maior fig...

. Dicionário Inglês-Madeire...

. iPhone 5 – Todos os detal...

.

. Alguém se Candidata a ser...

. Muita paciência !

. Dedicado ao Zézito...

. Assunto: O conceito (info...

.arquivos

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Abril 2011

. Março 2011

. Junho 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008